Diretório

Associação de jovens para a promoção da paz e cooperação transfronteriça

Associação de jovens para a promoção da paz e cooperação transfronteriça
AJPCT
  Nacional
tumanebalde@gmail.com
(+245) 95 558 19 33 / 96 665 67 55

A Associação dos Jovens para a Promoção da Paz e a Cooperação Transfronteiriço de Cambadjú (AJPCT), tem vindo a desenvolver atividades informais para a promoção da paz na zona transfronteiriça entre o Senegal e a Guiné-Bissau num contexto de guerra e pós-guerra desde ano 1998 a 2002, multiplicando contactos entre os jovens, autoridades tradicionais, autoridades locais e governamentais que culminou com a carta de Salikene 2001 e o Festival de Paz e Integração Regional (Festival de Cambadjú) no ano 2002. Nestes dois eventos encontraram-se altas figuras do Estado da Guiné-Bissau e do Senegal, autoridades tradicionais, grupos folclóricos e associações de jovens de todas as regiões do Senegal e da Guiné-Bissau, durante uma semana debateram-se todos os problemas relacionados com a Paz e o Desenvolvimento Socioeconômico e Cultural dos dois países. Foi nesta base que nasceu a ideia da criação de MJPI (Movimento de Jovens para a Paz e Integração) como instrumento comum para atingir os objetivos preconizados no Festival de Cambadjú, legalizada no Senegal por consenso de ambas as partes no ano 2002.
Depois da legalização de MJPI desenvolveram-se diversas atividades como, por exemplo:
- Contactos Transfronteiriços para a Promoção da Paz;
- Recolha de armas ligeiras espalhadas depois da guerra civil de 1998-99, na mão da população;
- Criação das primeiras escolas de gestão comunitária;
- Atividades de Promoção da saúde e saneamento. Organizaram-se pela primeira vez campanhas comuns de vacina entre equipas médicas do Senegal e da Guiné-Bissau;
- Programas temáticos radiofônicos interativos, diferentes temas da paz, saúde, ensino , etc;
- Programa cultural e desportivo entre Jovens da Capital Bissau e Kolda;
- Encontro Governamental entre os Ministros de Interior dos dois países em Kolda;
- Cumprimento pelas autoridades locais das diretivas de UEMOA- CEDEAO.
Estas atividades conjuntas permitiram ter avanços consideráveis nas relações mutuas entre autoridades e cidadãos comuns dos dois países. Muito embora nas relações jurídico institucionais houvesse grandes obstáculos que dificultavam a realização pratica das
atividades conjuntas preconizadas. Sendo assim decidiu-se em 2008 legalizar uma organização congênere na Guiné-Bissau denominada AJPCT, permitindo concretizar as experiências capitalizadas no trabalho conjunto. Neste momento as duas organizações são coordenadas por um órgão executivo chamado Comitê Inter Estado.

AJPCT é uma pessoa coletiva de direito privado, de utilidade pública, de promoção social, econômica, da paz e da integração regional sem fins lucrativos.
AJPCT está considerada como associação para o desenvolvimento e registado como tal no Ministério da Justiça, Cartório Notarial da Guiné-Bissau, folha 56 a 63 livro 1- serie A/2008.
AJPCT tem como um dos seus objetivos a organização da comunidade rural para melhoria das suas condições sócio econômico através de uma exploração racional da floresta, organização da agricultura, silvicultura, caça, apicultura, valorização do gado e micro finanças. Para a persecução dos objetivos preconizados conta com os esforços interno dos nossos associados e muito em especial da cooperação internacional para o desenvolvimento.

AJPCT tem como objetivo a Promoção da Paz do desenvolvimento sócio econômico cultural e da integração regional, agricultura, assistência médico e medicamentosa, infraestruturas, proteção da exploração florestal e reflorestamento das zonas desmatadas. Criação de poços nas tabancas, poços na floresta para os animais selvagens, proteção dos animais ameaçados em extinção, proteção e valorização do gado. Controle da caça no período de reprodução, sensibilização da população no que diz respeito à caça, extração de mel, exploração da floresta, combater o analfabetismo, organização e sensibilização da população no que diz respeito à micro finanças, promoção do desenvolvimento do comércio transfronteiriço, promoção da paz, segurança e boa governação.

Água Saneamento e Higiene
Reforço da capacidade instituicional dos membros da AJPCT em materia da boa governação
Saneamento e Higiene
2014 a 2015
100 mil euros
Agencia Extremenha de cooperação Espanha
Assembleia de Cooperação Pela Paz (ACPP)
Melhorias de condição de Higeine e Saneamento baseco nas escolas comunitárias na seçáo de Cambadju
2014 a 2015
160 mil euro
Agencia Extremenha de cooperação Espanha
Assembleia de Cooperação Pela Paz (ACPP)
Ações transnacionais para a melhoria das condições sócio econômicas e o desenvolvimento da sociedade civil na África Ocidental (Bissau, Mali e Níger) e atividades de âmbito regional com paises limítrofes. Gestão Comunitária das Florestas Transfronteiriças (Guine-Senegal).
2012 a 2013
200 mil euro
Agencia Extremenha de cooperação Espanha
Assembleia de Cooperação Pela Paz (ACPP)
Soberanía alimentaria e Promoción de economías agrarias en la Sección de Cambadjú a través de la puesta en producción de huertas comunitarias gestionadas por mulheres
Assembleia de Cooperação Pela Paz (ACPP)
2011 a 2012
100 mil euro
UE
UE-PAANE
Reforço da capacidade institucional e melhoria da gestão da rede escolar comunitária de Cambadju.
2010 a 2011
160 mil euros
Agencia Espanhola de Cooperação